(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

domingo, 24 de abril de 2011

Mal entendidos...





Mal entendidos são uma aflição
Quando não estamos com atenção
Um erro numa decisão
Pode estragar qualquer relação
Seja parental, de amor ou amizade
De nada vale a mentira
Onde a mágoa transpira
A dor respira
A raiva conspira
Mais vale a verdade
Com honestidade
Senão na confusão
Nunca existirá perdão
Depois é impossível
Suprimir a maldição 
Depois terrível
Muitas vezes em vão
Cada um procura sua individualização 
Na maior descrição
Não encontra o perdão
Na tremenda confusão
Escolhe fugir
Ou o outro deixar ir
Sem pensar em pedir

Perdão para se redimir

Sem comentários:

Enviar um comentário