(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Ser Feliz e Acreditar...




Nos juntámos para ficar
Ambos estávamos a precisar
Sentir de verdade o que é amar
Ser feliz e acreditar

No amor incondicional
Não há escolha pessoal
Mas uma força universal
Que nos comanda e é real

Muitas vezes amamos na vida
Temos até aquela relação sentida
Que no caminho fica retida
Como um estágio ou contrapartida

Mas a que o universo nos destina
Nos manda numa altura divina
Parece até uma vacina
Que no rótulo diz “ se previna”


Num amor assim
O importante é estaremos os dois aqui
E não um aqui outro ali
Mas ser apenas só um sem fim

O amor se tornou permanente...






Quando na vida existe
Alguém que nos conquiste
É porque somente conseguiu
Todo o amor que o amor transmite

No amor tem que haver cumplicidade
Tem que se viver com realidade
Usar sempre a autenticidade
Ser uma grande amizade

Tudo tem que fluir ao natural
Dois corpos se juntarem de forma escultural
Encaixarem é fundamental
Para que tudo seja ideal

Terem o mesmo objectivo na relação
Evita qualquer ralação
Alimenta assim a paixão
Evita solidão e preocupação

Para muitos há o limite
Pelo menos aquilo o que se admite
Mas quando passa o limite aceite
É porque deslizou como o azeite


O amor se tornou permanente
Podem amar fisicamente, ou emocionalmente
O que interessa  verdadeiramente
É que se desejem eternamente

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

“Eu te amo”




Acordar assim
Contigo ao pé de mim
Desejar-te assim

Como me desejas a mim
Olhar-te nos olhos com amor 
Sentir no teu corpo este calor 
Este nosso sabor 
Sem qualquer falta ou pudor
É sentir paz de espírito 
Em nada haver conflito 
Nem mesmo na hora do copito 
Ou quando ouvimos o apito
Tentam perturbar 
Ou ainda nos incomodar
Obrigando-te a viajar 
Quando apenas aqui queres ficar
Mas nosso amor é forte
Está longe da sua morte 
Mesmo que uses o passaporte 
Já nada te tira o meu norte
O universo nos juntou 
Aos dois encaminhou 
O passado para trás ficou
No teu presente apenas eu estou
Adoro quando dizes “eu te amo” 
Sentado neste pequeno ramo 
Sempre que sentes que te chamo 
Porque sabes que também “eu te amo”

segunda-feira, 7 de novembro de 2011





Quando o amor é para valer...




Quando o amor é para valer,
Basta todo o nosso querer,
Para afastar qualquer sofrer,
E viver apenas o prazer.
Há pessoas que estão destinadas, 
Por nada podem ser afastadas,
Suas emoções enraizadas,
Suas razões seladas.
Há momentos vividos,
Que só por eles são sentidos,
Estejam na vida vestidos,
Ou simplesmente despidos
O olhar que penetra,
Quando o amor acerta,
É algo que acarreta,
A intensidade correcta.
Tudo encaixa na perfeição,
Seja na hora da refeição,
No sexo ou na conversação,
Tudo é vivido com muita paixão.
Quando o amor é para valer,
Comanda todo o nosso crescer,
Acelera o amadurecer,
Dando-nos a oportunidade de ser.
Mas viver amor com paixão,
Não é viver apenas tesão,
Ou enfrentar a confusão,
Mas sim partilhar de toda a emoção.
Escolher a nossa paisagem,
Para amarmos esta nossa passagem,
É uma escolha de coragem,
No meio desta vida selvagem.

Por: Susana Bastos

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O Amor é uma grande lição...




O amor é uma grande lição
Quando nos testa com provação, esperar sua concretização
Sem por nada em questão

O amor é uma grande lição 
Quando nos deixamos cair em tentação 
Sempre que ouvimos nossa canção, repetimos tudo com a mesma paixão

O amor é uma grande lição
Pois a distância nos faz ter a noção 
Sentir assim a razão, porque estamos naquele coração

O amor é uma grande lição, 
Nossa grande perdição, 
Nos momentos de mais tesão, encaixamos na perfeição

O amor é uma grande lição 
Quando mesmo na discussão 
Conseguimos sentir emoção, responder com o coração

O amor é uma grande lição 
Para todos os que sentem excitação 
Numa conversa sobre a relação, ou sobre planos para a próxima estação

O amor é uma grande lição 
Pois seja qual for a sua paginação 
Interessa mesmo é a imaginação, sentida com ternura e conjugação

O amor é uma grande lição 
Quando existe a perfeita combinação 
Entre o Universo e a sensação, de seremos só um na relação

Ninguém é de ninguém...




Ninguém é de ninguém 
Mas há quem ache porém
Que se consegue ter alguém
Nem que seja seu refém
No amor ou na amizade

Quando o sentimento é de verdade
O importante não a saudade 
Mas a certeza da veracidade
Há quem viva na ilusão 
Que para manter uma relação
Basta não por nada em questão 
E ultrapassada a confusão
Mas o tempo é soberano 
Suga o sentimento até ao tutano
Para provar ao ser humano 
Que não vale a pena viver do engano
Há momentos que às vezes ditam 
Aquilo em que alguns acreditam 
Mesmo sabendo quando meditam 
Que já nada é como premeditam
Querem acreditar que ainda está vivo 
Aquele lugar cativo 
Que até ali podia ser significativo 
Mesmo quando há outro alternativo
Seja no amor, na amizade ou na paixão
Temos que ter sempre a noção 
Que nada está na nossa mão 
Mas dentro de cada coração 


terça-feira, 1 de novembro de 2011

Sempre que o sol brilhar...






Apesar de tudo eu te amo
Por isso o teu nome, chamo
De ti nada, reclamo

Apenas te espero neste ramo
Nossa árvore tem uma grande raiz 
Por isso o Universo nos diz 
Que em nada nos contradiz 
Tudo está lá escrito a giz
Agradeço aos céus por ser amada 
Sei que por isso sou invejada 
O que me deixa alimentada 
Pois prefiro a ser rejeitada
No teu coração permaneço 
Isso ao Universo agradeço 
Este foi o nosso começo 
Por nada no mundo te esqueço
O tempo é algo grandioso 
Esta luta um feito audacioso 
Meu querer é algo delicioso
Como o teu amor é contagioso
Estarei aqui sempre para ti 
Depois de tudo o que senti 
Sei que nada até agora perdi 
Não sairei nunca daqui
Fazes parte do meu universo 
Logo vou esperar teu regresso 
Pois além de difícil processo 
Não me assusta esse retrocesso
Quando as pessoas estão destinadas
São como algumas granadas 
Parecem estar enterradas 
Até ao dia de serem lançadas
Nada no mundo nos pode separar 
Um dia não namorar 
Pois conjugaremos a palavra amar 
Juntos, sempre que o sol brilhar

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Amar Não É Pecado - Luan Santana


 

Eu não sei de onde vem,
Essa força que me leva pra você,
Eu só sei que faz bem…

Mas confesso que no fundo eu duvidei
Tive medo e em segredo,
Guardei o sentimento e me sufoquei.

Mas agora é a hora,
Eu vou gritar pra todo mundo de uma vez,
Eu tô apaixonado,
Eu tô contando tudo, 
E não tô nem ligando pro que vão dizer…

Amar não é pecado,
E se eu tiver errado,
Que se dane o mundo,
Eu só quero você…

Eu tô apaixonado,
Eu tô contando tudo, 
E não tô nem ligando pro que vão dizer.

Amar não é pecado,
E se eu tiver errado, 
Que se dane o mundo.
Eu só quero você…





TE AMO...

Complicómetro...




Tanta coisa na vida é inexplicável
Mesmo quando tudo parece impecável
Eu diria inigualável
 Pois nada por nós é controlável
Muitas vezes entramos nas situações 
Sem querer ou perceber as razões 
Entramos apenas com as emoções 
Mandadas pelos nos nossos corações
Somos todos seres humanos
E muitas vezes erramos 
Quando apenas conquistamos 
Ou simplesmente quando amamos
Na vida nada vem sem sofrimento 
Nem mesmo o contentamento 
Especialmente o do sentimento
Tenha ele muito ou pouco condimento
Somos milhares neste mundo 
A sentir o amor profundo 
Para alguns é vagabundo 
Para outros, moribundo
Para muitos resiste ao tempo
Seja qual for o contratempo 
É sentido como entretempo 
Pois não o vêem como um passatempo
No amor sofre sempre alguém 
Pois os sentimentos não ficam aquém 
Nos corações de ninguém 
Mesmo quem o sente com desdém
O amor podia medir-se com um termómetro
Ou bastar apenas um barómetro 
Mas em vez disso todos usamos 
O bem dito do complicómetro

Pra Você ...Paula Fernandes


 



domingo, 30 de outubro de 2011

Deus é que manda...




Nada como o nosso ninho
Local cheio de carinho
Contigo em tudo alinho
Mesmo quando fazes beicinho
Há momentos que temos que nos afastar
Para todos podermos pensar 
O tempo deixar passar 
Até o nosso dia chegar

Não te preocupes meu amor 
Tudo um dia se vai recompor 
Quando as coisas, tem valor 
Fica sempre o seu sabor

Quando o sentimento é puro 
Tudo pode ser muito duro 
Com o tempo ficará maduro 
Desaparecerá este apuro

Há pessoas que vivem na ilusão 
Que tem um amor são 
Prendem um coração 
Que está ali em vão

Na medida, do possível 
Por muito que tudo seja incrível 
Há sempre algo de terrível 
Que faz tudo ser imprevisível

Ser ou não ser feliz 
É sempre algo que nos contradiz 
Com mais ou menos cariz 
Importa é o que o interior nos diz

Há quem viva de aparências 
Para esconder suas carências 
Sem conseguir ver as evidências 
Nem ligar as advertências
O Universo comanda 
Pois a vida não é o canal Panda 
Seja aqui ou em Luanda 
O que é nosso Deus é que manda

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

És de Valor...




Nesta tarde de agonia
Só sei o quanto te queria
Mas de ti nada sabia
Muito menos o que ai acontecia

Onde tens que ser imparável, 
Para que tudo possa ficar estável
 
Sem saber como se controlam
Pela minha face rolam 
Lágrimas que me devoram 
Neste olhos que tanto choram

Aguardo as tuas noticias 
Enquanto anseio as tuas carícias 
Mas não é fácil a espera 
Pois com ela se desespera 
Por ela muitas vezes se erra 
Consequências desta atmosfera

Não há nada como confiar 
O pensamento anestesiar 
Estar aqui para te apoiar 
Para depois te acariciar

És uma pessoa de valor 
Que à minha vida traz calor
Ao meu coração grande furor 
Mas acima de tudo muito Amor

Grande Lição...






Quando te dizes apaixonado
Nos meus olhos focado
Parece até que ficas corado
De desejo de seres tocado

Quando dizes que me amas 
Adoro tudo o que me chamas 
Esse teu jeito meigo e selvagem 
Faz de mim, mulher coragem 
Para enfrentar qualquer paisagem 
Mesmo que seja uma miragem

É nos momentos de intensidade
Que vivemos cheios de verdade
Onde matamos a nossa saudade
Provamos a nossa cumplicidade

Fazem tudo para nos separar
Mas nós sabemos esperar 
A hora exacta de avançar 
Nosso amor ao mundo mostrar
Essa tua vida dura 
Quer uma pessoa madura, 
Que te dê muita ternura 
Uma grande dose de loucura
É preciso não desesperar 
O pensamento aguentar 
A vontade alimentar 
Para feliz poder ficar

Saber lidar com a emoção 
Quando tudo que está em questão 
É uma grande lição

Para se ser feliz na paixão

Se olharmos bem em redor...





Quando na imensidão do tempo
 A vida deixa de fazer sentido porque se fechou uma porta
 Em redor há sempre uma janela
 Pode parecer inatingível
Mas se olharmos bem em redor à sempre um banquinho 
 Que parecia não ter utilidade
Mas que pode fazer alcançar 
Nosso desejo ou objectivo.
E nos fazer ganhar
 É na diferença entre o tentar até atingir
 E o desistir
Que está realmente
 O alguém especial
 Ou o ser indispensável


O resumo da nossa paixão…




Tu e eu, um só
Entrelaçados damos o nó
Amamos sem dó

Parecemos até partículas de pó

Juntos tudo pára 
O que fazemos é coisa rara 
És a cereja no topo do meu amor
Ao meu corpo trazes calor 
.
Fascina-me a tua pureza 
No teu interior a tua beleza 
Tua insegurança e tua fraqueza 
Serão meu maior desafio, tenho a certeza

Juntos, em comunhão 
Vivemos tudo com emoção
Há momentos que não se explicam 
Acima de tudo nos dignificam.

Este nosso querer, 
É amor no nosso ser  
Momentos de puro prazer
Afasta todo o sofrer

O significado da nossa canção 
Chama-nos sempre à razão 
Interpretação do nosso coração 
O resumo da nossa paixão

domingo, 16 de outubro de 2011

Cumplicidades...




Em paz, feliz e preenchida
Sei que sou tua princesa
Tua querida
Que gostas de me deixar rendida

Quando na pista dançamos 
Na melodia encaixamos 
Nossos corpos partilhamos 
E, tanto nos amamos

É um amor sem explicação
Vem de dentro do coração
Faz perder na emoção
Vivermos na mesma canção

Horas a fio de conversa 
Onde a razão se dispersa
Não existe controvérsia
Só palavra diversa

Encontrámos cumplicidade 
Sentida com muita verdade 
Onde reina a nossa vontade 
Nada se deixa pela metade

Partilhamos nosso querer 
Sem às vezes saber 
Que nossa essência está a encher 
Para que possamos escolher

No outro dia alguém dizia 
Que a felicidade merecia 
Sem saber o que seria 
Pois tinha medo do que sentia

Na vida e na equação
Temos que saber pensar na razão 
Mas em especial  no coração 
Porque não há nada como a paixão

Carta Fechada...




Entraste de rompante
Foste grande participante
Entregaste-te de forma galopante

Diria mesmo que foste brilhante

Com palavras expressaste 
Sentimento espalhaste 
No momento em que me beijaste 
Em mim entraste

Como algo do outro mundo
Este é sentimento profundo
Vivido a cada segundo 
Bateu mesmo no fundo

Um dia de cada vez  
Este sentimento rompemos
Por isso tanto nos queremos 
E ao longe sofremos

Excesso de mel foi o que senti 
Muito contigo me ri 
Conheço-te bem quando estás aqui 
Mas também o que és ai

Sei que quando choras é sentido 
Quase sempre divertido 
Sei que és amigo 
 Serás sempre um ser querido

Um livro todos conseguem ler
Na história permanecer 
Se for com muito querer
Nunca nos vamos perder 
 
Somos uma carta fechada 
Onde não se vive de fachada 
O sentimento parece facada 
Permanece de forma apaixonada


domingo, 2 de outubro de 2011

Um Anjo Caído do Céu...




Quando do céu cai um anjo maravilhoso
Nos momentos em que estás ansioso
Só pode ser um anjo afectuoso

Ou simplesmente amoroso
Mesmo sem o ver
Sem sequer o conhecer
Podes mesmo assim perceber
Que o sentiste aparecer
Quando o amor ao próximo não é banal
Quando o amor é incondicional
O ser humano tem algo de fenomenal 
Se torna um ser Divinal

Anjos cheios de coragem
Quando entram na tua paisagem
Fazem a sua abordagem 
Deixam uma lição de aprendizagem 
Seres humanos de uma beleza interior 
Se tornam anjos de nível superior 
Mostrando o que há por ai de inferior
Que só vivem para provocar dor 

Temos desejo de os cumprimentar
Na nossa vida os deixar entrar
Um grande carinho lhes dar
Ir ao seu encontro para os acarinhar
Aparecem na contraluz 
Na nossa vida fazem truz truz
Em nada são como a avestruz 
São apenas seres de luz


Por: Susana Bastos

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

SORRISO..




Mesmo sem motivos para sorrir 
Se os conseguir digerir 
Acabo por em mim, colorir 
Uma vontade enorme de rir

O sorriso é silencioso
Um gesto maravilhoso 
Para todos, proveitoso
Para mim algo amoroso

Um sorriso amistoso, 
É diferente do angustioso
Ambicioso, ou aquele ansioso
Mas devemos ter noção 
Que um sorriso de coração 
É o que traz emoção 
Onde começa a paixão

O sorriso caloroso 
Aquele mais apetitoso 
Chega a ser  fogoso 
Por ser tão airoso

O sorriso é um estado de alma
Quando perdemos a calma 
Nem sempre transparece

Mas o sorriso acalma


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Aprende com o silêncio...




Os sons interiores da  alma, calam as discussões, evitam tragédias e desilusões.
Aprende com o silêncio a respeitar a opinião dos outros, mesmo a contrária à tua e a evitar reclamações vazias nas relações.
Aprende com o silêncio a aceitar factos que provocaste, a ser humilde, a deixar o teu orgulho gritar para te poderes perdoar, a reparar nas coisas mais simples, a valorizar o que é belo e a ouvir o que faz sentido.
Aprende com o silêncio, que gritar não traz respeito, ouvir é melhor que falar.
Que amar é melhor que brigar, porque a solidão não é o pior castigo, mas sim a saudade que fica de momentos sem briga, aqueles inesquecíveis.
Que a vida é boa, se se olhares o lado certo, ouvires a música certa, leres o livro correcto. Amares apenas quem te ama a ti também.
Aprende com o silêncio que tudo tem um ciclo...
As marés insistem em ir e voltar, os pássaros voltam ao mesmo lugar, por isso completa a tua tarefa sem pressa de chegar.
Aprende com o silêncio a respeitar a tua vida, a valorizar o teu dia, a admirar as qualidades que possuis e a corrigir os defeitos. 
Aprende com o silêncio a relaxar, quem sabe a meditar, porque na hora da briga acalorada, serás por todos e por ti admirado.
Aprende com o silêncio a amar o teu "Eu", a valorizar o ser humano que és, a respeitar o templo que é o teu corpo, o santuário que é a tua vida.
Procura a felicidade...!
Silencia-te para ouvires o que o teu interior te quer falar
Confirma que és especial.
Um ser Celestial...


In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)