(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Só minh' alma sabe...



Todos os dias eu digo a chorar
Para o meu coração se acalmar
E penso…
Penso sem parar
O porque de tudo isto
E por isso não insisto
Mas também não desisto
De te tentar entender
De analisar e perceber
Porque mesmo depois de tudo
O meu coração continua a sofrer
Por tanto te querer
Só minh’ alma sabe a verdade
Do porquê da nossa cumplicidade
E a minha mente desmente
O que o coração sente
Mas não consegue fugir
Por saber do teu existir
Algures perdido
No teu sentimento sentido
Todos os dias eu digo a chorar
Para o meu coração se acalmar
E penso…
Penso sem parar
Que mesmo assim
Sou feliz só por te amar…

Susana Bastos
15 de Junho de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Pegadas da Alma…



Tudo o que nos tira a calma são as pegadas da alma…
Cicatrizes que não deixam esquecer, tudo o que já nos fez sofrer.
Pensamentos que arrastamos, que comandam a forma como nos comportamos e por medo nos faz fugir de tudo o que queremos, de tudo o que estamos a sentir.
Pegadas impressas que jamais desaparecem, umas saradas, outras ainda de compressas, são feridas abertas, depois de tantas vivências, de tantas conversas.
Feridas que não deixamos sarar, como se nos tivéssemos a condenar, para não voltar a errar ou somente para não deixar que nos voltem a magoar.
Pegadas da alma que não nos deixam voltar a amar…
Caminhamos sem discernimento, sem bom senso no pensamento, sem saber o que fazer, o que sentir e como agir.
Caminhamos na incerteza de que nunca podemos ter a certeza se cada escolha é a correcta, se cada atitude deve ser discreta para não demonstrar o quanto estamos a gostar.
Caminhamos sem saber bem para onde, sem saber bem o que querer, apenas sabemos que temos medo de voltar a sofrer, por não saber mais em quem poder confiar ou se valerá a pena voltar a amar.
Apenas sentimos que as pegadas impressas na alma são de tal forma indestrutíveis, são mágoas tão fortes e terríveis, que na vida outros amores serão impossíveis e deixamos que esses pensamentos destruam o nosso presente em prol de um passado que já passou e vivemos com medo de um futuro que pode ser duro, sem pôr sequer a hipótese que tudo pode ser diferente, que podemos viver a vida da gente de forma alegre e decente, sem precisar viver infeliz e carente.
As pegadas da alma que nos tiram hoje a calma, foram apenas experiências vividas, que nos fizeram em tempos felizes de forma sentida, foram apenas lições de vida para a alma crescer e continuar a experienciar sem medo de viver o que na vida aparecer e o coração reconhecer como aquilo que está a querer…
O coração encontra um novo sentido, encontra as novas pegadas que a alma quer caminhar, junto de quem está a amar e não deve ser o Ser a travar, muito menos a se bloquear para não as experienciar…
Cada experiência, seja de amizade, seja de amor, tem no caminhar da vida as suas próprias pegadas e em nada têm que ser iguais às pegadas impressas na alma por experiências anteriores…

Susana Bastos
15 de Junho de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Por medo de ser feliz...



Quando é de corpo e alma
Quando a entrega é de coração
A alma enche-se de calma
E coração vive da paixão
O amor não pode ter medo
Não pode criar um falso enredo
Não pode duvidar ou desconfiar
Criticar ou julgar
Para condenar quem está a amar
Para o amor conseguir afastar…
Quando o coração sente
E a alma está carente
Não vale a pena fugir
Do que se está a sentir
De nada vale inventar desculpas
Ou por amar se sentir culpas
Só por medo de um dia vir a sofrer
O que um dia já teve de padecer…
Quando de verdade se está a gostar
Por esse amor se deve lutar
Nunca o deixar a meio
Por medo que não seja inteiro
Nada é eterno
Quando não é alimentado
Quem escolhe o inferno
Acaba por ser rejeitado
Pior que a certeza
É a dúvida da incerteza
Pior do que um dia vir a sofrer
É no presente
Rejeitar o que se está a querer
É por medo não ser feliz
Quando se está a ter
Aquilo que sempre se quis…

Susana Bastos
15 de Junho de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Ser de Luz...



Luz como tu tens
Mais ninguém tem
És um Ser celestial
Uma pessoa especial
Esse mistério no olhar
Que dá vontade de desvendar
Esse toque suave
Que me abre como uma chave
Que me arrepia e alivia
A cada passada lenta
E sempre que a gente senta
Para horas conversar
De coisas sérias falar
De forma seria partilhar
Algo que nem tu nem eu
Fazíamos há muito tempo
Por isso conseguimos
Fazer o tempo parar
Horas a dialogar
E no momento de amar
Tornamos-nos só um
Um Ser fora do comum
Porque tu és diferente
Tens uma Luz
Que mais ninguém tem…

Susana Bastos
6 de Junho de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Tempo...



Quem não tiver tempo para ser, bem pode parecer…
Que o tempo nunca lhe trará, aquilo que o Ser quer ter…

O segredo está em perceber em pouco tempo, que o tempo é pouco, porque se levarmos muito tempo a descortinar o tempo, ficamos sem tempo para viver o tempo que o tempo nos dá…

O Universo disse ao tempo
Que tem tanto tempo
Quanto tempo precisar
Para com tempo levar
Cada SER a semear
O que quer colher no tempo…

Neste tempo de passagem
Que leva o tempo de uma vida
Vida que não tem tempo
Para que se perca tempo
Estragando no tempo
O que o tempo lhe dá…

Porque o tempo do Universo
É intemporal
E apesar de divinal
Tempo é sempre tempo
Que acaba no tempo
Quando o tempo acabar
Quando chegar o tempo
Do Ser regressar…

São precisamente as opções de cada um, de viver o tempo, como acha que o seu tempo deve ser vivido que fará do tempo de cada um, um tempo com mais ou menos qualidade nesse tempo vivido…
Somos o tempo que queremos ser e disso depende o nosso sofrer…

Susana Bastos
6 de Junho de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Lavam a alma,,,


Quem diz que as lágrimas são fracasso, não sabe o poder e benefícios que elas têm...
Lavam a alma, aliviam o coração e nos devolvem a calma...

Susana Bastos 
 Autora

"Encaixe Perfeito..."



Duas filas distintas de almas estavam a organizar-se no Universo, quando eu cheguei. 
Havia a fila da razão e a fila da emoção. 
Olhei para as duas... mas identifiquei-me logo com a da emoção e nem sei porquê….
De repente olhei para a fila da razão e foi quando te vi... os meus olhos brilharam, o meu coração palpitou…!
Senti como se um íman me puxasse para a fila da razão e logo, mudei de opinião.
Queria agora ficar, com toda a certeza, na fila da razão.
Aproximei-me do criador e disse:
- Afinal quero ficar na fila da razão, pode ser? É que existe lá uma doce alma que me encantou. E quero ficar com ela!
Ele respondeu em tom meigo:
- Sim. Podes escolher o teu lugar, mas antes quero explicar-te uma coisa e depois então podes fazer a tua opção. Existem almas que são gémeas, tudo nelas é igual…a única diferença é que eu coloquei a razão de um lado e a emoção de outro, para que elas se pudessem completar, como se fosse um encaixe perfeito.
Sabes...? Como fui eu que vos criei, decidi, que aquela que se encontra ali na fila da razão é a tua (e apontou para ti) … dai querer colocar-te na fila da emoção.
Caso fiquem juntas na mesma fila, o encanto das almas acabará, ao passo que se ficarem separadas, ele permanecerá.
No entanto, devo dizer-te que as almas gémeas nem sempre se encontram, porém vivem sempre unidas pelo coração e por elas próprias.
Por outro lado, quando se encontram, jamais se separam e nem mesmo eu consigo que esse afastamento aconteça…
Entendi, naquele momento que a razão, não sobrevive sem a emoção e que a emoção, por sua vez, precisa da razão para viver.
Nesse mesmo instante fiz a minha escolha:
- Sendo assim, prefiro a fila da emoção…!
Nesse instante, encaminhei-me para o meu lugar na fila da emoção e assumi a minha posição. Nesse mesmo instante estremeci, porque tu, que ainda não tinhas percebido a minha presença, olhas-te para mim nos olhos e sorriste!
Fixei-te no olhar, sorri e percebi que nunca deixei de te amar, desde outros estados onde eu e tu, já nos tivéssemos encontrado.

E assim aconteceu…!
Aqui estávamos nós nesta dimensão, fisicamente juntos. O nosso reencontro era inevitável e foi inesquecível. Difícil de descrever por palavras, mas aconteceu...!
Aconteceu porque tinha que acontecer e não por acaso, como se diz por cá.
Foi intenso, como só as almas gémeas tem o privilégio de conseguir!
Momentos cheios de magnitude e verdade...
Instantes de puro amor, pura paixão e muita intensidade...

Mas hoje eu sou a emoção e tu és a razão…
Ontem, eu levava-te à lua e encaixávamos na perfeição…
Mas por algum motivo, tu escolheste ficar na fila da razão.
E no tempo nos voltámos a perder, apenas porque tu não sabes viver sem ser na solidão, acompanhado pela obrigação, de fazeres o que manda a razão.

Hoje eu sou a emoção a correr atrás da razão…
Hoje tu és a razão a fugir da emoção…
A pedires ao Universo para que eu possa pertencer à mesma fila que tu. Impossível...!!!
Mas o que tu não sabes, é que fui eu mesma, quem escolheu o meu lugar, só para ser a tua alma gémea. Porque mesmo antes de pertencer a qualquer fila, eu já te tinha amado.
Hoje sei que este nosso reencontro não foi por acaso e que mesmo afastado de mim, continuamos ligados pelo coração.
Hoje sei que nada nos pode separar, mesmo que temporariamente nos possa afastar.
Mas mantenho a esperança que um dia, ainda nos haveremos cá de encontrar e fisicamente voltar a amar.
Porque somos um!
Porque somos encaixe perfeito…!
Porque fomos feitos para ficar juntos, seja nesta vida, ou em outra que há-de chegar…
É esse o nosso querer...
Por isso acontecerá o que tiver que ser...

Seja como for, quando voltarmos para o lado de lá e eu puder escolher uma das filas novamente, eu ainda vou querer ficar separada de ti.
A única diferença é que, irei escolher a fila da razão e quero que tu fiques na fila da emoção, para poderes um dia perceber, tudo aquilo que me fez sofrer, por fisicamente não te poder ter.
E é claro, também quero poder assistir a sonhares comigo, como eu sonho contigo…

No entanto hoje, agora, ainda cá, eu sei que continuas a sonhar comigo.
Porque apesar de teres escolhido a razão, eu sei que dentro de ti continua a existir a emoção do que sentes por mim e que mesmo afastado, sei que me queres ver feliz.
Enquanto eu… sinto que vives na solidão, mas entendo perfeitamente a tua razão…
Acredito no Universo e nunca vou esquecer o dia do nosso reencontro, nunca vou esquecer o nosso encaixe perfeito…
Lembras-te? Ainda te recordas do momento em que me deste a mão, para me ensinar a arte que tanto dominas, de forma tão sentida em cada batida?
Lembras-te quando o teu olhar se encontrou com o meu?
Quando o teu toque me orientou e o teu corpo me desejou?
Foi naquele momento que eu te senti…

in " De Dentro Para Fora"
Susana Bastos
02 de Maio de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

A vida da gente...


Tenho saudades de pessoas que nem imaginam a falta que me fazem... 
Pessoas que amo de coração...
Aquelas realmente especiais que enchem e preenchem a vida da gente...

Susana Bastos
 Autora

Obrigada...


Hoje sem querer e do nada, alguém sem se aperceber o bem que me estava a fazer, ofereceu-me um grande presente. Um presente com P grande, que veio aquecer a minha noite. Um presente cheio de Luz...
Obrigada a essa pessoa...
Obrigada ao Universo...
Até chorei de emoção, de alegria neste final de dia...
Vou contemplar cada traço com muito amor e carinho...

Susana Bastos
Autora

Bálsamo...



O olhar desperta sempre que a saudade aperta. 
Pensar em ti é um bálsamo para mim, é o que me faz feliz...

29 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Na tua pessoa...


P Na tua pessoa encontro a razão, a emoção e a perfeição da beleza da vida, da essência da natureza.
Nas tuas fotos, no teu olhar encontro toda a paz que preciso para com tudo lidar.
Nas tuas palavras e intenções encontro o bálsamo para as minhas emoções.
Nos momentos difíceis o que sinto por ti, supera qualquer desilusão, qualquer obstáculo que a vida me coloque pela frente.
Saber que existes no meu Universo, saber que és quem és e como és, traz-me a esperança necessária para saber que dias melhores virão, que ainda há gente decente na vida da gente...
Obrigada ao Universo por colocar pessoas especiais como tu no meu caminho...
Obrigada ao Universo também por colocar no meu caminho tudo o que preciso e me faz bem, assim como o que não preciso e me faz sofrer, pois só assim posso crescer, evoluir e perceber que caminho escolher.
Só assim posso saber o que preciso guardar ou deixar ir, para nesta vida, com qualidade de pensamentos, possa continuar a existir...
É por isso que aconteça o que me acontecer, triste ou alegre, continuarei a amar-me cada dia mais, a acreditar cada vez mais que o Universo é soberano e sabe o que faz. É só ser forte e deixar fluir...

In " De Dentro Para Fora"
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Diga Bom Dia... !!!


Diga Bom dia... !!! Mesmo nos dias de menos alegria.
Nada na vida vem por acaso,..
Tudo tem um propósito, mesmo que não o entendamos no momento.
Aceitar o que a vida traz e leva é conseguir continuar a existir e manter o equilíbrio para evoluir a cada vez que se cair... 
Acreditar sem duvidar naquilo que a vida tem para dar, sem nunca desesperar, faz cada Ser, nada nem ninguém querer odiar e assim poder na vida continuar a amar...
A vida é bela, mas infelizmente cada um com o que pensa é que dá cabo dela...
A vida não é fácil, mas é simples quando cada um entende que nada nesta vida comanda, que é o Universo quem manda. 
Que de nada vale a pena fugir, porque cada um tem que passar pelo que está a sentir, pelo que é para si. 
Seja bom, seja mau, sorria para a vida de forma sentida...

17 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Olhar...



Olhar meigo 
Olhar iluminado
Que despe a alma 
Que traz calma
Olhar cheio de beleza
Onde só há a certeza
De toda a sua pureza
Onde só há verdade
Cheia de autenticidade
É ao mesmo tempo…
Olhar sofrido
Sem fazer alarido
Tanta vez fugidio
Como a água de um rio
Tanta vez carente
Quando foge de repente
Deixando para trás
O amor que a vida traz
Olhar penetrante
Umas vezes certeiro
Outras, tão distante
Umas vezes de dor
Outras, cheias de amor…

17 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Escudo...



Coração dependente
De memória passada
De memória recente
Não faz bem p’ra gente
Traz consigo a dor
De ter sentido desamor
Traz consigo sofrimento
Bloqueia o sentimento
Cria, um escudo
Faz sofrer segundo a segundo
Afasta qualquer alma decente
De receber o seu presente
Afasta qualquer mente
De ser independente
Não deixa sentir
O que nele está a existir
Não deixa arriscar
Para voltar a amar…

17 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

O Desejo Do Beijo...



Não vou nunca desistir
Do que sinto existir
Sou de tudo enfrentar
Sempre que me sinto a amar
Não vale a pena fugir
Do que se está a sentir
Não vale a pena fazer 
Que não se está a querer
O olhar diz tudo
O abraço confirma
O desejo do beijo
Mostra tudo o que vejo
O Universo não vai permitir
Eu com ele nem vou discutir
Posso até não voltar a insistir
Mas jamais de ti vou fugir…

16 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Por Medo...


Ter que esquecer
O que tanto se está a querer
É dor que corroí
Sentimento que destrói
Ter que entender
Quando se está a perder
É tarefa complicada
Missão conturbada
Ter que perceber
Que por medo
Do que pode acontecer
O ser rejeita
O que de dentro deseja
Condenando o futuro
Tentando ser duro
Não aproveitando o presente
Com medo de ser gente
Com medo de ser o que sempre quis
Com medo de ser feliz
É talvez surreal
Quando o ser é especial...

16 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sejam Felizes...



Nesta selva a que se chama mundo, onde cada vez o sentimento é algo menos profundo, não é difícil encontrar alguém para estar, difícil é encontrar pessoas que saibam partilhar, dialogar e amar de verdade, com autenticidade. Alguém que em conjunto busque a mesma felicidade…
_______________________________________________

O egoísmo continua a prevalecer, a carência comanda o ser e o dar e receber é algo que todos fazem questão de esquecer.
Como pode o amor acontecer e uma relação se manter, se os dois não se alimentarem, não se encaixarem dia após dia? Pois… Não pode!
É impossível uma relação se manter e a felicidade acontecer se cada um apenas quiser receber, sem nunca chegar a entender que o segredo está no dar, no mimar, no partilhar e acima de tudo no dialogar.
Que adianta com outras pessoas desabafar ou para dentro tudo guardar, se nunca se chegar a contar o que se sente à outra metade da gente. Se nunca nada se fizer para do outro merecer o amor que se quer ter, o carinho que se quer receber.
As pessoas preferem criticar, julgar e culpar para a sua culpa ilibar. Preferem manter a degradação da relação, mesmo que continuem a viver sem emoção e se deixam cair em depressão, porque por medo ou orgulho não sabem ceder.
Muitas vezes acham-se com razão e só olham para a sua própria emoção, sem nunca se aperceberem que afinal se quiserem tem a sua própria felicidade na mão…
Felizes dos que conseguem ceder e a sua relação mimar e manter...
É preciso parar e reflectir e não apenas ficar e competir. Ou de si mesmos desistir.
É preciso saber partilhar culpas e dar também a razão a quem um dia foi uma grande paixão e assim recuperar ou acabar dignamente a relação.
É preciso não viver a vida a mentir, só para ao outro não admitir que se quer dele desistir e em vez disso, preferir trair.
É preciso ceder, dar e receber, é preciso querer ser feliz e ir em busca do que sempre quis.
É preciso amar-se para poder amar, sem mágoas, sem medos e sem inseguranças.
É preciso no outro acreditar e confiar.
É preciso perdoar, seja para ficar ou para seguir em frente e outro amor encontrar.
É preciso tudo fazer para o amor se merecer.
É preciso todos os dias alimentar a paixão.
É preciso acordar todos os dias e ao amor, limpar o “pó da rotina”, minimizando qualquer mágoa, qualquer desentendimento,qualquer dor.
No entanto tudo tem o seu tempo, o seu momento e quando as relações acabam é por alguma razão, porque nada é por acaso.
Ou foram maltratadas ou a isso estavam destinadas.
Então há que deixar ir, a vida deixar fluir, porque um novo amor no coração irá existir, se cada um insistir em se amar cada vez mais, em vez de desesperar.
A verdade é que muitos preferem fugir para não voltar a sofrer, em vez de admitir quando um novo amor está a existir, sem se permitirem voltar a ser felizes.
Felizes dos que conseguem “tudo” ultrapassar, conseguem aceitar a vida como ela é e entender que tudo tem o seu tempo para acontecer e que quando um novo amor acontece é hora para amar e uma nova felicidade encontrar…

Sejam Felizes...

14 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Um Poema de Amor...



Um poema de amor
Não é só aquele que fala de dor
Também é aquele 
Que enche o coração de calor
A alma de esperança
Traz à mente a boa lembrança
De momentos passados
De instantes recentes
Que são para a alma e para o coração
Autênticos presentes...
Um poema de amor
Não tem que ser desamor
Mas palavras com beleza
Que trazem consigo a certeza
De que vale sempre voltar a deixar
O coração sorrir e amar…

14 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Passadas Sentidas...


Dança é mistério
Tu és enigma
Desvendar-te é caso sério
Para mim um paradigma
Esse teu jeito tão especial
Essa passada tão acertada
Faz-me sentir sensual
Em qualquer balada
Não há mais ninguém
Com quem queira dançar
Não há mais ninguém
Que me saiba tocar
Toque suave
Passadas sentidas
São palavra-chave
Ao som das batidas
Contigo quero dançar
Nos teus braços ficar
Quero entender
Tudo que vai no teu ser
Olhares trocados
Passos consumados
Momentos de alegria
Cheios de magia

11 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Alma Transparente...







Minha alma encontra a tua
No meio da qualquer multidão
Ao teu olhar se sente nua
Desaparece qualquer solidão

Somos gente que sente
O que o olhar não desmente
O que o toque transmite
E o coração não resiste

Gente diferente
De alma transparente
Vivemos nossa missão de vida
De forma muito sentida

Somos gente que sente
Somos alma, somos mente
Gente que sabe preservar o ser
Sem querer só ter ou aparecer

Comandados pelo Universo
Guiados pela mente
Somos gente decente
Que se completa e desperta

Somos almas que se encontram
Que se unem e se confrontam
Almas que jamais se separam
Porque uma na outra acreditaram

;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
11 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)