(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

SORRISO..




Mesmo sem motivos para sorrir 
Se os conseguir digerir 
Acabo por em mim, colorir 
Uma vontade enorme de rir

O sorriso é silencioso
Um gesto maravilhoso 
Para todos, proveitoso
Para mim algo amoroso

Um sorriso amistoso, 
É diferente do angustioso
Ambicioso, ou aquele ansioso
Mas devemos ter noção 
Que um sorriso de coração 
É o que traz emoção 
Onde começa a paixão

O sorriso caloroso 
Aquele mais apetitoso 
Chega a ser  fogoso 
Por ser tão airoso

O sorriso é um estado de alma
Quando perdemos a calma 
Nem sempre transparece

Mas o sorriso acalma


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Aprende com o silêncio...




Os sons interiores da  alma, calam as discussões, evitam tragédias e desilusões.
Aprende com o silêncio a respeitar a opinião dos outros, mesmo a contrária à tua e a evitar reclamações vazias nas relações.
Aprende com o silêncio a aceitar factos que provocaste, a ser humilde, a deixar o teu orgulho gritar para te poderes perdoar, a reparar nas coisas mais simples, a valorizar o que é belo e a ouvir o que faz sentido.
Aprende com o silêncio, que gritar não traz respeito, ouvir é melhor que falar.
Que amar é melhor que brigar, porque a solidão não é o pior castigo, mas sim a saudade que fica de momentos sem briga, aqueles inesquecíveis.
Que a vida é boa, se se olhares o lado certo, ouvires a música certa, leres o livro correcto. Amares apenas quem te ama a ti também.
Aprende com o silêncio que tudo tem um ciclo...
As marés insistem em ir e voltar, os pássaros voltam ao mesmo lugar, por isso completa a tua tarefa sem pressa de chegar.
Aprende com o silêncio a respeitar a tua vida, a valorizar o teu dia, a admirar as qualidades que possuis e a corrigir os defeitos. 
Aprende com o silêncio a relaxar, quem sabe a meditar, porque na hora da briga acalorada, serás por todos e por ti admirado.
Aprende com o silêncio a amar o teu "Eu", a valorizar o ser humano que és, a respeitar o templo que é o teu corpo, o santuário que é a tua vida.
Procura a felicidade...!
Silencia-te para ouvires o que o teu interior te quer falar
Confirma que és especial.
Um ser Celestial...


In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Casório...







Gosto quando me pedes em casamento
Cada vez que te surge um argumento
Uma espécie de alimento

No nosso relacionamento
Fazes-me rir a qualquer hora 
Chorar no mesmo agora 
Como se fossemos de outrora
Sem apetecer ir embora
Depois dizes vamos divorciar 
Em forma de reparar 
Tudo que estamos a declarar 
E de certa forma a apaixonar

Rimos que nem uns perdidos 
Já bem decididos 
Completamente rendidos
De amor enlouquecidos
Com tanta cumplicidade 
Cheios de voracidade 
Temos vontade 
De nos amar de verdade

Achas possível
Seres tão terrível 
Ao mesmo tempo sensível 
Que te adoro e te acho incrível
Olha que não me esqueci 
Estou aqui, não adormeci 
E se te prometi 
É porque vou cuidar de ti
Quando formos viajar 
Não esqueças depois do jantar 
Ao bailarico vamos dançar 
Para me puderes abraçar
Nesse dia voltaremos a casar 
A noite acasalar 
Depois de muito falar 
Rimos e voltamos a divorciar


sábado, 17 de setembro de 2011

Equilibrar no desequilíbrio...




Ao tentar equilibrar no desequilíbrio
Pensamos estar a passar por algum castigo
Ter feito algo que não era digno
Apetece-nos fugir para o nosso abrigo
Invade-nos uma enorme tristeza

Vimos tudo com muita frieza

Até algo nos mostrar com clareza 
Que podemos mudar isso com toda a certeza

Seja pelo que for 
Saúde, dinheiro, trabalho ou amor 
Quando sentimos muita dor
Às coisas damos valor 
Aquele vazio no peito
Que chamamos de aperto 
Muitas vezes suspeito
Há que ter respeito

Nunca encontramos explicação 
Sabemos bem a razão 
Questionamos com um senão
Se caso haverá solução
Tudo parece incontrolável 
Tudo inaceitável 
Não percebemos que é analisável
Uma lição de vida aproveitável 

Ficamos no escuro
Choramos porque é duro
E o nosso sofrimento é puro 
Resta-nos ter esperança
 Acreditar no futuro
Ter discernimento
Procurar conhecimento 
Neste processo de desenvolvimento



Amantes...



Cada vez que eu encontro uma saída
Vens tu e mudas o rumo da minha vida
Mandas uma mensagem atrevida
Deixas-me ficar dividida
O meu amor conhece cada gesto teu 
Deseja-te e sempre te percebeu 
Andavas tu e eu no liceu 
Ires e voltares sempre me doeu

Por ti estou sempre sozinha 
Sabes bem que sou a tua estrelinha
Mandas mensagem já adivinha
Que não tarda tocas à campainha
Essa tua mania de dizeres “És minha” 
“Estou bem é na tua casinha” 
Faz-te esquecer que sou uma alfacinha 
Que te ama, mas já não te acarinha

Ires e voltares foi sempre o que permiti 
De tanto amar e ter pena de ti 
Mas acredita que agora é mesmo assim 
Vou viver e pensar só em mim
Cansei de esperar 
De te ver ir e chegar 
Sem saber o que de ti esperar 
Muito menos se me continuas a amar

És sempre um espectáculo comigo
Dizes que adoras que esteja contigo 
Conhecemos muita paisagem 
Fizemos juntos, muita viagem 
Nunca me assumiste com coragem
Isso para mim é uma aprendizagem 
Quando sentes na minha vida outro alguém 
Achas que não posso ter mais ninguém 
Mas acredita que hoje ficas aquém 
Daquele que durante anos me senti refém



Energias em colisão...







Quando me vir na sua frente
O olhar de forma carente
Sem o deixar aproximar de repente
Nem tocar neste presente
Vai-se arrepender, por não querer

Com uma foto sua me surpreender 
Sabendo você o que estou a sofrer 
Por não o poder ter

Vossa excelência tem medo de mim
Por o desejar tanto assim 
Por o querer desta forma sem fim 
Tem medo deste nosso frenesim

Garanto que seria brutal 
Fluiria de forma fenomenal 
Completamente fora do normal 
Seria notícia de jornal

Quando me vir despir
Sei que irá sentir 
Seu medo ruir 
E vontade apenas de me curtir

Não está no seu controle
Essa vontade que eu o viole
Sua mente parece um fole
Ele está tudo menos mole

Pode tentar resistir 
Pensar de mim fugir 
Mas sabe que se está a destruir
Enquanto não me conseguir sentir

Há químicas sem explicação
Momentos que de pura excitação
Energias em colisão 
Que  se podem chamar de paixão


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Amor e paixão...





Tanto tempo de amor e paixão
Vividos com toda a nossa emoção
Havia para isso uma razão
Que acabou sem explicação

Tenho-te dentro de mim

Pois estarás sempre aqui 

Mesmo que já não seja assim 
Amor e paixão, é o que sinto por ti

Vivo nesta saudade que dói 
Nesta mágoa que corrói 
A tua ausência me destrói 
Serás sempre o meu herói

Tens um lugar especial
Serás sempre fenomenal 
Uma pessoa fora do normal 
Que amo de forma incondicional

Sei que a tua ausência, 
Me deixará sempre nesta carência 
Numa eterna adolescência 
Sem esquecer tua aparência

Fecho os olhos quando me deito 
Choro sozinha no meu leito
Esse é meu grande defeito 
Não querer encontrar outro eleito

Quero-te a ti
De novo ao pé de mim 
Só sou feliz 
Quando tu estás aqui

Minha vida está uma confusão 
Meu coração vive desta ilusão 
De sentir de novo a tua emoção
Retomarmos a nossa paixão



Enroscado em mim...





Hoje deveria estar ai
Mas simplesmente fiquei por aqui
Desejava estar assim
Contigo no colo enroscado em mim

Momentos alucinantes

Como tínhamos antes
Hoje parecem errantes 
Diria mesmo distantes

Quando era da nossa vontade 
Bem os sentíamos de verdade
Com imensa serenidade 
Eu diria com muita saudade

Tua frase de chegada 
Era sempre muito mimada 
Era sempre retomada 
Respondida de forma apressada

No elevador subia 
Pois simplesmente sabia 
O desejo que sentia 
E o que por ti faria

Teus olhos brilhavam quando me viam
Tuas mãos sabiam o que faziam 
Nossas bocas sorriam 
Enquanto os corpos se contorciam

Tudo encaixava na perfeição 
Tudo era vivido com muita emoção
No prazer da intenção 
De viver uma grande paixão



Flores de papel...







Quantas flores de papel, terá já o teu cartel, pois mesmo sem serem pintadas a pincel, serão com certeza flores cheias mel...
Flores de papel são sedução, mas também a tua maior criação, arte que fazes com a mão, e que te sai do coração.
Muitas ou quase todas improvisadas, são por ti deixadas, para com o olhar serem devoradas, e quem sabe as deixar apaixonadas.
Olhar as tuas flores de papel, sejam elas brancas, de cor, ou pintadas a pincel, é como andar num carrocel de emoções, pois elas apaixonadas mal conseguem entender as tuas intenções, apenas contigo viverem as sensações...




Dia D…




Dia D
É sempre um dia especial
Seja pelo bem ou pelo mal
Deixa-nos sempre algo
Que para nós é fulcral

Vi-te partir 
Fiz um esforço por sorrir 
Para não te fazer sentir
A dor de me despedir
A saudade vai ter um papel principal 
Sei que isso nos vai fazer mal 
Com o tempo vamos cair na real 
Perceber que seremos um no final
És sangue do meu sangue 
A distância nada consegue
Nem mesmo com tudo o que se segue 
Nesta separação que se prossegue
Tenho na minha mente 
O teu olhar diariamente 
O teu sorriso constantemente 
De ti careço simplesmente
Mas sei que estarás bem 
Que de nada ficarás refém 
Pois estás perto da tua mãe 
Que te ama como ninguém
É com muito amor que te tenho 
Pois fazes parte do meu rebanho 
Terás sempre o mesmo tamanho 
Este amor nada tem de estranho
Quando nos voltarmos a ver 
Será por teu e meu querer 
Marcará o meu e o teu ser 
De tanto amor em nós permanecer


Vinte anos é muito tempo...





Vinte anos é muito tempo
Aconteceram muitos contratempos
Sempre que nos vimos de tempos em tempos
É intemporal este nosso tempo

Dizias que era "desenvolta" engraçada

Para nunca ficar zangada
Sentia-me por ti amada 
Também muito desejada 

Quando me dizias para seguir
 Por uma estrada florida
Era como se continuássemos na vida
 Sempre de uma forma unida

Andaste muito tempo apreensivo
Sem saber qual o motivo 
De gostares tanto de mim  
Por isso te senti sempre defensivo

Lembro que a saudade me dava pavor
Sempre que dizias que não era amor
Não tinhas nem leve sombra de empenhado
De ser amado por mim

Lembro-me que para ti sorri 
Foi a última vez que te senti 
Ainda dentro de mim
Eu dentro de ti

Vi-te partir de alma serena 
Perante a minha boca pequena 
Saudades da tua cantilena
Que preenchia a nossa cena 

Com esta boca pequena te senti
A mesma que eternamente te sorri 
Quando penso que te vou ver sinto  um grande querer 
Uma vontade de te ter, sei  que sou  o teu mexer

Sabemos não haver explicação
Quando estamos nesta situação 
Quando sentimos a emoção
Que nos vai no coração

.




Cartão de identidade...




Um dia de cada vez
É a forma com a vida vês
És um ser muito puro

Foste sempre muito duro
Por isso hoje me aventuro 
A dizer que estás mais maduro
Para os que merecem és de confiança
Para os outros não lhes pagas a fiança
Quem te conhece sabe com o que contar 
Nem todos se conseguem adaptar
Tua vida é alegria
Tens boa energia
Entregas-te ao sol sem qualquer alergia 
Ele é de verdade a tua terapia
Todos os dias a tua vida roda 
Nem sempre sabes quem nela acorda 
Tudo fazes para que não te lancem a corda
Liberdade é a tua moda
Quem te quer deve-te dar espaço e perceber 
Que adoras curtir e viver 
Ouvir música e uns copos beber 
Para depois de ti poder receber
Adoras estar ao pé do mar 
A qualquer sitio, perfumado chegar 
Ser o rei e tudo cheirar 
Sabes quem queres beijar
Ficam loucas e seduzidas 
Sempre muito preenchidas 
A seguir vem as tuas fugidas 
Ate as sentires desaparecidas
És carregado de sensualidade
Um adepto da sexualidade 
Teu sorriso é a tua vaidade 
Teu carisma o teu cartão de identidade



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Paixão...





Quando se está apaixonado
É realmente estar fascinado
Sentir algo enraizado
Tudo nos parece adequado
Estado de paixão é loucura

Agimos sempre com bravura 
Ganhamos outra abertura 
Que nos tira a nossa postura
Quem não sente paixão
Não percebe o turbilhão 
Que nos trás a emoção 
Dentro do nosso coração 
Paixão é o limite 
Funciona em nós como dinamite 
Paixão faz sofrer de tanto querer 
De desejar o prazer
Loucura pode trazer 
Quando nos consegue satisfazer 
Paixão tem os melhores momentos de tesão 
As melhores recordações da intenção 
O melhor som da euforia do coração 
Mexe com toda a nossa emoção
Quando se sente paixão 
Perdemos até a concentração 
Entramos quase em ebulição
Nem queremos saber se será uma ilusão
O pensamento voa 
Quando o coração magoa
A cabeça não perdoa 
A paixão continua à toa 
Quantas vezes perdemos o chão 
Sem saber qual foi a razão 
Sofremos sem encontrar explicação 
Mesmo assim insistimos nessa paixão
Faz parte no nosso crescer 
A paixão querer viver 
Na loucura permanecer 
Mesmo que isso nos faça arrepender



Amigo de verdade...





Nesta vida nada é por acaso
Há coisas que são um arraso
Só precisamos de um abraço
Em ti meu amigo de verdade

Descobri muita sinceridade 
Uma grande sensibilidade 
E construímos nossa amizade
Mesmo sabendo que andas ansioso
Espero que realizes teu sonho profissional e amoroso
Tens um charme inconfundível 
Uma forma de ser credível 
A felicidade vai ser algo acessível
É verdade que a cabeça e o coração 
Nem sempre pisam o mesmo chão 
Por vezes o sofrimento é em vão,
Sei que encontrarás tua paixão.
Há momentos na nossa vida 
Que temos que saber tirar contrapartida
O que nos faz sofrer 
Também nos faz crescer 
Quando sabemos o que querer
Com a nossa força lutamos para ter
Quando alguém como tu tão especial
Vive de uma forma tão sensorial
Nada tem de anti-nupcial 
Podes vir a ser muito feliz no final



Reencontro...




Naquele tempo fiquei na solidão
Ao ver o comboio partir da estação
Senti um enorme vazio no coração
Pensar que morria ali nossa paixão
Nem queria acreditar quando te vi voltar

Depois de tanto te esperar
De tanto te desejar 
De sofrer e de te amar
As saudades eram a minha canção 
Tu a minha perdição 
Mas vi-te chegar com ela já de balão 
Depois te tanto por ti esperar João
O meu sofrimento não tinha lugar 
Fiquei sem saber onde o deixar 
Parti também para outro lugar 
Na esperança de deixar de te amar
Os anos passaram mas não te esqueci 
Casei, mas sempre te quis foi a ti
Não tens noção do tudo que senti 
Como te queria para mim.
Muitos anos depois quando te encontrei
Contra este amor lutei 
Resolvi fugir de ti e arranquei 
Com medo de mim pois sempre te desejei
Muitos anos passaram até então 
Pensei que nunca mais te via João 
Mas mais uma vez levei um safanão 
Quando na minha vida entraste de rompam
Nem queria acreditar
Quando depois de muito contigo falar 
Te vi finalmente chegar 
Para assim te poder amar
Momentos únicos e intensos vivemos 
Sei que bem os merecemos, 
Que nos compreendemos
E quem sabe um dia algo construiremos
Mas a minha ansiedade de te ter 
O medo de te perder
Foram causas erradas de ser 
Afastei-te de mim sem querer
Tudo o que na vida sonhei e acabei por ter 
Estraguei de tanto te querer
Pois é contigo que quero amanhecer 
E todos os dias adormecer


Chavalo...






Para ti meu querido
Amigo preferido
Para ti chavalo

Com quem me derreto e falo 
E por ti me calo
Gostas de mim morena ou loira 
Mas nem por isso sou uma caloira 
Apenas uma boa jogadora 
Ou simplesmente uma admiradora
Mas não deixas de ter razão 
Isto ainda dá confusão 
Pois pode ser só uma paixão 
Mas também uma ilusão
És perfeito no teu desejo 
Acho que já prevejo 
Quem sabe até antevejo
Qualquer dia o nosso beijo
Há uma coisa que tenho a certeza 
Com essa tua simples beleza
Fazes-me cair na fraqueza
Encarar tudo isto com estranheza
De dez em dez minutos 
Acontecem os nossos surtos
Por detrás daqueles arbustos
Não vivemos para os sustos
Tuas palavras soam de rompam
Como se já tivéssemos de roupão 
Mas sabemos de antemão 
Que isso ainda está só no coração



Noites de Passagem...




Há pessoas que vivem na ilusão
Fogem de uma grande paixão
Vivem tudo apenas por tesão
Sabendo que isso um dia pode dar em solidão
Tem medo deixar o casamento e a tradição
Tem  horror em ter uma relação 
De perderem a liberdade de expressão 
Ou terem que deixar de ser quem são
Hoje se substituiu o fazer amor 
Por momentos de sexo e algum calor 
Para tentar que não fique nenhum sabor 
Que dê continuação a sentimentos de valor
Por isso cada vez mais 
Se procuram os demais 
Para rotinas diárias ou semanais
De momentos intensos mas sempre banais
Talvez por isso também 
Exista cada vez mais quem fique aquém
De se sentir nesta vida refém 
De um amor puro que só quem sente tem
Cada vez mais se foge com o coração
Para não se cair na paixão 
Medo de sofrer uma desilusão
Preferindo assim viver na ilusão
Linda pode ser a paisagem 
Dessas mesmas noites de passagem 
Mas serão sempre uma miragem

Em relação a quem vive o amor com coragem



A vida é feita de pedacinhos...







A vida é feita de pedacinhos...

Pedacinhos de tempo que vivemos.

Não importa a quantidade de tempo


mas a qualidade do tempo que se vive.

Cinco minutos podem ter mais importância

que um dia inteiro...!



Amiga do Coração...






Para ti amiga do coração
Que vives tudo com imensa paixão

Vou enviar-te a minha canção
Este texto com muita imaginação
Gosto desse teu desafio aos amigos 
Seja aos novos ou aos antigos 

E quem sabe até os inimigos 
Escrevem para parecer amigos
Na vida que é apenas uma passagem
Encontramos de tudo na sua paisagem 
Encontrei-te mulher coragem 
Admiro-te pela tua triagem
És uma mulher sensível
Dizem eles que ainda muito apetecível 
Eu diria que és incrível 
Quando te pisam ficas terrível
Gostas da tua liberdade 
Por vezes trás uma certa ansiedade 
Quando avançamos na idade 
E nos querem controlar a vaidade
Há aqueles e àquilo que nos sufoca 
Por tudo aquilo que se invoca
Sei que tu carinha laroca
Não deixas nada para a troca
És uma moçoila do Norte 
E tive um dia a grande sorte 
De conhecer alguém com o teu porte 
Por isso estarei sempre aqui se precisares de um suporte
Adoro o que escreves
Sejam palavras pesadas ou leves
Desejo sempre que te eleves 
E te orgulhes do que queres 
Nunca deixes de viver sonho e  ilusão 
Sempre com os pés assentes no chão 
Acredita que faz falta e sempre serão
O que nos faz viver a vida com paixão

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Não sei o dia de amanhã...





Dizer que vou dar espaço
 Não quer dizer que não te queira abraçar
Que deixei de te amar 

Dizer que me calo
 Não quer dizer que não queira o teu nome gritar
Um dia contigo ficar

Dizer até um dia
 Não quer dizer que não te desejo
Que já não quero o teu beijo

Dizer boa noite
 Não quer dizer que vá dormir 
Ou de ti fugir

Dizer que foi bom
 Mas já passou
 Não quer dizer adeus

Não sei o dia de amanhã
As voltas que a vida dá
Só quero que que saibas
Que eu te amo
Que te vou amar para sempre
Como nunca amei ninguém






Más e Boas...





A vida das pessoas tem coisas más e boas

A minha vida tem coisas más e tu





Sede de ti...





Na cama fria pela tua ausência
Encontro a minha carência 
Tento abraçar a nódoa que deixaste no lençol
 Em vão
Vejo a tua garrafa de água, bebo dela
 Longe de matar a sede de ti
Nesta solidão sem fim
Fecho os olhos, tento pensar
Se pensas em mim
Se vais voltar para me amar







7 Pecados Mortais...

















Tenho gula de teu beijo

Inveja do ar que te rodeia
Avareza do teu sorriso
Preguiça em teu abraço
E vaidade de passear contigo na ruas
                                               Mereço então o Inferno, pois todos os dias peço
         Mas o Paraíso, esse já o tive aqui na terra, contigo

Tu...




Nunca conheci ninguém por quem valesse a pena morrer...
Só alguém por quem vale a pena viver...







Manter o amor...




Acho que nunca soubeste o que gosto de ti, ou até mesmo como me senti
Por saber que não acreditas em mim, quando tudo o que fiz foi por ti
Posso até te ter magoado sem intenção, por uma ou outra hesitação 

Não querer desabafar alguma situação,  isso fez-te doer o coração
Mas não era com toda a certeza uma razão 
Para dares uso a tua imaginação, veres em tudo maldade e confusão 
Sem ouvires a minha razão ou saber a explicação 
Quando se ama o importante é querer, 
Tentar sempre saber, o que levou o outro a fazer
Algo que não estamos no momento a entender
Quando o amor é verdadeiro pode ter momentos em que é certeiro 
Mas tem uns em que é matreiro, que nos pode levar ao desespero
O segredo está na essência, 
No carinho nos momentos de carência 
Em todo tempo de permanência, quando ambos agiram com decência
É nestes momentos que devemos pensar
Quando algo no amor nos revoltar, o outro saber ouvir e perdoar 
Pois com certeza ele só nos quer amar
Onde ficam os bons momentos vividos 
Os sentimentos verdadeiros e sentidos 
Se deixarmos os insultos proferidos, nos roubar o ouvir e ser ouvidos
Nos momentos difíceis e de sofrimento
De duvida e desencantamento 
Devemos pensar com mais discernimento, em todo nosso relacionamento
Há sempre uma solução 
Uma pequena ou grande explicação 
Que nos relaxa e acalma o coração 
E nos ajuda a manter a paixão