(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Medo de tudo...



Queres. Depois já não queres.Mas se queres diz, se não queres diz também.
O importante é dizeres se queres ou não queres.
Gostas. Depois já não gostas. Mas se gostas diz, se não gostas diz também.
O importante é dizeres se gostas ou não gostas.
Tens saudades. Depois já não tens.Mas se tens diz,se não tens diz também.
O importante é dizeres se tens ou se não tens.
Acho que queres, gostas e tens.
Mas tens medo de querer, gostar e ter.
Acho que no fundo, tens medo de sentir o que sentes, tens medo de tudo...
Tens sobretudo medo de ter medo e procuras um refúgio na esperança de esquecer todo o teu querer.
Querer esse que tens medo de não poder ter, medo que te faça sofrer.
Medo de ter e não merecer, o tanto, que te estão a querer...

______________________________________________________

01 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Nunca me canso...


Enquanto bebo um chá
Sentada no meu sofá
Tomo uma decisão
Para cada situação
Quando não sei o que pensar
Começo a imaginar
Imagino o que sempre quis
Imagino o que me faz feliz
Nunca me canso
De encontrar o meu equilíbrio
De encontrar o meu descanso
E quando a tristeza me invade
É porque estou a pensar errado
É porque estou a deixar
Algo ou alguém me perturbar
E percebo
Que é hora de mudar
É tempo de me amar...
Enquanto bebo o chá
Sentada no meu sofá
Ignoro tudo
O que de mau ataca
O meu “Eu” mais profundo
Não alimento pensamentos
Que provocam maus sentimentos
E só dou importância
A quem me trata com elegância...

_____________________________________________________

01 de Maio de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Apenas tu!


Saudade de tudo...


Saudade de te ver
Abraçar e beijar
Saudade de olhar
De poder tocar
De preencher este vazio
Que a saudade transmitiu
De ouvir as tuas palavras meigas
A sussurrarem ao meu ouvido
De sentir os teus gestos carinhosos
Agradarem ao meu corpo
Saudade de estar ai ou tu aqui
Saudade de ti e de mim
Bem no fundo
Tenho mesmo é saudade de tudo…

__________________________________________________

28 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Menos que isso...


Sempre que quiseres estar
Eu vou- te amar
Sempre que quiseres matar o desejo
Estou aqui eu e o meu beijo
Mas se quiseres fugir
Eu não vou insistir
Vou-te deixar ir…
Se voltares
É porque comigo queres estar
Aqui queres ficar
Porque me queres amar
Menos que isso
Obrigada, mas não preciso
Porque antes de te amar a ti
Eu estou a amar-me a mim…

_________________________________________________

26 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Adoro virar e revirar o meu Baú ...
Adoro recordar tudo o que a vida já me fez passar, o bom e o mau, de forma igual...
Se o bom me fez crescer e alegrias sobe trazer, ao mau tenho que agradecer pela lição de cada provação. 
O mau fez-me desenvolver cada vez mais a minha força interior , o meu amor próprio e mostrou-me sempre de forma subtil a razão para continuar a caminhar sem nunca desistir, continuando ainda hoje a mostrar que nada é por acaso, tudo tem um propósito e uma hora para acontecer e que não vale a pena fugir ou correr, porque o tiver que ser, vai com toda a certeza acontecer. 
Amo seguir em frente sem mágoas e ressentimentos. 
Ser livre nos pensamentos que semeio, porque sei o que quero colher.
Amo caminhar para amar, perdoar e acreditar...

_______________________________________________________
25 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Apenas tu!


Serei teu anjo
Amor no teu coração
Manhãs de sol
Ao teu acordar
Noites de luar
Na hora de deitar
Serei tua amiga, mulher e amante
Teu ponto forte
Teu passo errante
Não serei de mais ninguém
Enquanto na minha vida
Quiseres ser alguém
Mas me abrirei para o mundo
Se teu sentimento não for profundo
Tu e eu
Será sempre tua a decisão
Eu e tu
Será para mim eterna paixão
Não choro se quiseres ir
Mas se ficares fazes-me sorrir
Se fores…
Não sou eu que fico a perder
Apenas tu!
Que perdes todo o meu querer…

-------------------------------------------------------------------------------------------

24 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Não há sol mais belo que o sol de Portugal...!!!
Adoro a Primavera, adoro sentir a emoção de estar a chegar mais um verão. Adoro viver a vida com paixão ... !!! 
Aproveitem cada raio de sol como se fosse o único, pois nunca sabemos quando tudo acaba.
Brigas, desilusões, mágoas e preocupações fazem parte das emoções, da caminhada da vida. Não se deixe perturbar pelo que há-de passar.
Ultrapasse...!
Viva a vida sem rancor, não alimente a dor. 
Viva a vida com alegria dia após dia.

____________________________________________________________
23 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sou forte, muito forte…



Sou forte como a árvore, sempre fiel às minhas raízes e mesmo debaixo da maior tempestade, eu continuo sempre de pé, esperando o sol brilhar.
Sol que nasce a cada dia, que me ilumina de alegria, que me traz sabedoria para entender a hipocrisia.
Sol que alimenta cada ramo do meu tronco, cada folha do meu ser, cada fruto do meu querer.
Sempre aqui, transfiro cada raio de sol que me é enviado, para quem se quiser sentir relaxado, acarinhado e descansado debaixo da vasta sombra de folhas que o Universo me deu, como gratificação me cedeu, por um caminho de esforço, dedicação, lealdade, perdão, aceitação e paixão.
Tenho o céu como tecto, a terra como suporte, o Universo como guia, cada Ser como um projecto para se tornar cada dia mais forte, cada dia um ser melhor, com mais amor e menos dor…
Sempre que uma ou outra folha cai, sei que é para se renovar e de novo a minha vida embelezar.
Sempre que um tronco se parte, sei que é arte. Arte da natureza, que logo outro tronco faz nascer com destreza. É a arte que faz parte da vida, deste processo de evolução, onde só a morte não tem solução.
Cada fruto de mim, é energia, compaixão, amizade, amor e alegria…
Cada fruto é colhido com muito amor por mim mesma ou por quem os quiser apanhar, desde que tenha a capacidade de me desvendar, a capacidade de amar, ou de a verdadeira amizade saber dar.
Raros são os frutos que caiem no chão e chegam a apodrecer, pois há muito quem agradeça, com toda a certeza, o fruto que dou com pureza, a energia que lhes transmito com muito amor e alegria
Os únicos frutos que apodrecem são frutos colhidos por quem não sabe estimar, valorizar e respeitar os frutos que está a colher. Gente que nada agradece, pois acha que tudo merece, mas de todos os valores carece. Pessoas que nunca vão entender que não estão a crescer, mas a atrasar a sua evolução e que mais tarde ou mais cedo o Universo os chamará á razão. Que um dia vão padecer por tudo o que lhes faltou agradecer.
Saber a alma engrandecer, não é para qualquer Ser…
Saber-se elevar com dignidade é só para quem é forte e escolhe o caminho da luz de dentro para fora, abandonando por completo a escuridão de todo o ressentimento e frustração.
Para quem, mesmo nas tempestades, se mantém de pé, sem nunca cair, se mantém estável, sempre com a sua energia inabalável.
Ser como uma árvore é entender que a sua alma viaja de século em século, de vida em vida, numa constante aprendizagem, seja qual for a paisagem, o importante é aguentar a viagem, sem nunca atropelar ninguém.
Saber ser sempre alguém que sabe lidar com os desafios dados pelo Universo, que aprende com cada lição dada pela vida.
Saber e sentir, que nunca sabe tudo e está em constante aprendizagem.
Ser forte como uma árvore não é fácil, mas é simples, quando simplesmente se entende que o ter não é mais importante que o ser.
Que somos o que pensamos, semeamos e não o que aparentamos ser.
Que a solução e força de cada um de nós, está dentro de nós mesmos...

________________________________________________________

20 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Teu "Eu"



Não sei se é por mero prazer
Ou para o teu ego satisfazer
Não sei se é medo de amar
Se necessidade de o amor afastar
Não sei se é medo de sofrer
Ou apenas contrariar o teu querer
Não sei se é falta de acreditar
Ou simplesmente de tudo duvidar
Só sei que muitas vezes
Apenas ages assim
Como se tudo em mim
Fosse indiferente para ti
Contrariando cada instante
Em que me fazes sentir
Que vale a pena não desistir
De no teu coração existir
Contrariando cada momento
Em que dizes estar no teu pensamento
Como gostas de estar no meu
E sempre que me entregas esse teu “Eu”
Não sei se insisto se desisto
Apenas sei que se persisto
É por nesses momentos acreditar
Desses instantes nunca duvidar

_______________________________________________________
20 de Abril de 2015
In ”De Dentro Para Fora” 
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)