(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Gostava de entender...



Às vezes gostava de entender,
Porque razão as pessoas sem saber,
Não fazem um esforço por perceber,
E condenam a partida por prazer.
Às vezes acho incoerente,

Que se condene logo o aparente, 
Sem se tentar perceber
Tudo o que tem de consistente.

Sem comentários:

Enviar um comentário