(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Dia D…




Dia D
É sempre um dia especial
Seja pelo bem ou pelo mal
Deixa-nos sempre algo
Que para nós é fulcral

Vi-te partir 
Fiz um esforço por sorrir 
Para não te fazer sentir
A dor de me despedir
A saudade vai ter um papel principal 
Sei que isso nos vai fazer mal 
Com o tempo vamos cair na real 
Perceber que seremos um no final
És sangue do meu sangue 
A distância nada consegue
Nem mesmo com tudo o que se segue 
Nesta separação que se prossegue
Tenho na minha mente 
O teu olhar diariamente 
O teu sorriso constantemente 
De ti careço simplesmente
Mas sei que estarás bem 
Que de nada ficarás refém 
Pois estás perto da tua mãe 
Que te ama como ninguém
É com muito amor que te tenho 
Pois fazes parte do meu rebanho 
Terás sempre o mesmo tamanho 
Este amor nada tem de estranho
Quando nos voltarmos a ver 
Será por teu e meu querer 
Marcará o meu e o teu ser 
De tanto amor em nós permanecer


Sem comentários:

Enviar um comentário