(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Na incerteza do incerto...



Na incerteza do incerto
Com toda certeza é certo 
Que se o destino nos cruzou
Algo em nós, um do outro ficou
Olhar que fascina
Toque que domina
Que provoca ansiedade
E traz a saudade
Saudades do beijo
Desse desejo
Saudade de tocar
De voltar a estar
Por isso não devemos fugir 
Do que se está a sentir
Porque se o Universo uniu
E o Ser consentiu
Se a vida proporcionou
Um encontrou que nos marcou
Então é para ser vivido
Inúmeras vezes repetido
Intensamente sentido
E para sempre recordado
Como um momento esperado
De instantes para se ser amado...

Susana Bastos  


Julho de 2015
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sem comentários:

Enviar um comentário