(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

terça-feira, 30 de julho de 2013

O Verbo Amar






Lição de Amor


Joaquim Frederico de Brito (1894 - 1977)


Perguntei o que era amor
Ao meu velho professor
Por causa do verbo amar
Naquele tempo em que a gente
Pergunta inocentemente
Às vezes por perguntar.

Aquele velhinho ouviu
Olhou para mim e sorriu
E respondeu-me depois
Amor, conheci só um
Substantivo comum
Às vezes comum de dois.

Mostrando um desgosto acerbo
Disse que amor como verbo
Nem sempre é regular
É triste dizer, amei
É mau dizer, amarei
E não se diz hei-de amar.

O verbo não é para todos
Igual no tempo, nos modos
E às vezes por tal defeito
Põe-se uma oração de lado
Porque não tem predicado
Nem se conhece o sujeito.

Só hoje é que dou valor
Ao verbo que o professor
Tão bem me tinha ensinado
Pois se há quem tal verbo adore
Também há muito quem chore
Por já o ter conjugado.

Sem comentários:

Enviar um comentário