(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

domingo, 16 de outubro de 2011

Carta Fechada...




Entraste de rompante
Foste grande participante
Entregaste-te de forma galopante

Diria mesmo que foste brilhante

Com palavras expressaste 
Sentimento espalhaste 
No momento em que me beijaste 
Em mim entraste

Como algo do outro mundo
Este é sentimento profundo
Vivido a cada segundo 
Bateu mesmo no fundo

Um dia de cada vez  
Este sentimento rompemos
Por isso tanto nos queremos 
E ao longe sofremos

Excesso de mel foi o que senti 
Muito contigo me ri 
Conheço-te bem quando estás aqui 
Mas também o que és ai

Sei que quando choras é sentido 
Quase sempre divertido 
Sei que és amigo 
 Serás sempre um ser querido

Um livro todos conseguem ler
Na história permanecer 
Se for com muito querer
Nunca nos vamos perder 
 
Somos uma carta fechada 
Onde não se vive de fachada 
O sentimento parece facada 
Permanece de forma apaixonada


Sem comentários:

Enviar um comentário