(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

terça-feira, 4 de novembro de 2014

EVENTO ANUAL...


Tudo está preparado para escalar a montanha e chegar ao topo. 
Quem lá chegar, tem como prémio, a realização de um sonho, escolhido por cada um quando se inscreveu.
Todos estão a postos, cheios de motivação e a bandeira sinaliza a partida.
A multidão grita a dar força a todos os participantes, enquanto estes se mantêm focados no seu objectivo.
- Força! Vocês conseguem.
- Vão conseguir…! Vão conseguir, tenho a certeza!
- Força! Para a frente é que é o caminho. Força!
O sol está no seu auge, o que dificulta a subida e cada vez fica mais visível no semblante de cada um dos participantes, o cansaço. Mas todos continuam motivados abrindo caminho pela montanha acima.
Até que a multidão começa a desmotivar com a primeira desistência e grita:
- Força! Não vai ser fácil, mas continuem.
- Ai coitados, não vão conseguir!
- É impossível chegar tão longe.
- Que calor… Tenho a certeza, não vão conseguir!
- Como é possível aguentarem? Ai Meu Deus. Ainda morre algum.
- Coitados já estão a desistir. Era de esperar que não iam conseguir.
Devido ao calor, às más condições do piso e à dificuldade sentida pela multidão que assiste, as desistências estão a acontecer umas atrás das outras. E quantos mais desistem, mais a multidão grita:
-Não vale a pena o esforço, é impossível chegar lá.
- Claro que não vão conseguir, já estão todos a desistir.
- É impossível com este calor conseguir ter forças para chegar lá cima.
- Coitados…ainda falta tanto.
- Há anos que tentam lá chegar, mas ninguém conseguiu até hoje.
Um a um os participantes estão a desistir todos.
Já só resta meia dúzia em competição e só um vai lançado, sem mostrar qualquer desmotivação, apesar do calor e do piso em mau estado.
A multidão está espantada com a força desse homem, enquanto os outros estão a desistir…E continuam:
- Desiste, não vais conseguir!
- Ele não vai conseguir, é impossível…
- Parece que vai chegar lá. Força para ele!
- Não vai nada. Também vai desistir.
- Claro que desiste, ainda falta tanto.
Neste momento só restam três participantes. E o homem destaca-se cada vez mais pelo seu avanço, em direcção ao topo da montanha. Ao chegar sozinho, sem mais participantes atrás, o homem atinge a meta, cumpre o seu objectivo e ganha o prémio.
Todos gritam, ficam surpreendidos e até incrédulos.
- Como é possível? Viva…!
- Viva! Viva…!!!
Todos querem saber como o homem conseguiu.
Rapidamente o repórter que está a dar cobertura a este evento anual pergunta:
- Como é possível? Foi o primeiro a conseguir chegar ao fim desta escalada nos últimos anos. Como conseguiu chegar até aqui, quando todos desistiram?
Calmamente o homem retira uns tampões dos ouvidos e depois de pedir para o repórter repetir a pergunta, responde:
- Pois eu sei. Há anos que tento ganhar este prémio para poder realizar um dos sonhos que tenho. Este ano resolvi trazer os meus tampões e o meu pensamento positivo. E aqui estou, orgulhoso de mim, porque pela primeira vez hoje, não dei ouvidos ao que os outros pensam e dizem…e acreditei sempre em mim!

In " De Dentro Para Fora"
Susana Bastos
01 de Novembro de 2014
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sem comentários:

Enviar um comentário