(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

domingo, 4 de agosto de 2013

Sentir amor...

Foto: Quando a saudade aperta, 
O sentimento desperta, 
Tudo fica alerta, 
À espera da hora certa.
Não basta querer, 
Muito tem que se fazer, 
Para poder ter, 
E também para merecer.
Mas para quê lutar, 
Quando há tanta gente a dar, 
Que só uma noite quer estar,
E do prazer desfrutar. 
Dá trabalho conquistar, 
Ser fiel e amar, 
É mais fácil aproveitar. 
Quem anda por ai a dar.
As pessoas se esquecem, 
Que um dia desaparecem,  
Que assim nada merecem, 
E no coração não permanecem.
No fim fica-lhes o vazio, 
Pelo seu desvario, 
Nunca descem um só rio, 
Apenas morrem de frio.
Porque para ter aquele calor, 
Para se sentir o tal tremor, 
Para se viver com furor, 
É preciso sentir amor.

Por: Susana Bastos 
4 de Agosto de 2013

Quando a saudade aperta
O sentimento desperta
Tudo fica alerta
À espera da hora certa

Não basta querer
Muito tem que se fazer
Para poder ter
E também para merecer

Mas para quê lutar
Quando há tanta gente a dar
Que só uma noite quer estar
E do prazer desfrutar

Dá trabalho conquistar
Ser fiel e amar
É mais fácil aproveitar
Quem anda por ai a dar

As pessoas se esquecem
Que um dia desaparecem
Que assim nada merecem
No coração não permanecem

No fim fica-lhes o vazio
Pelo seu desvario
Nunca descem um só rio
Apenas morrem de frio

Porque para ter aquele calor
Para se sentir o tal tremor
Para se viver com furor
É preciso sentir amor


Sem comentários:

Enviar um comentário