(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Rosa

Foto: Chegar devagarinho, 
Querendo amor e carinho,
Tudo se permitindo, 
E sair fugindo.
É porque nada estava sentindo, 
Apenas o momento curtindo, 
Habitual nesse mundinho, 
Onde se circula de mansinho.
Sexo é sem carinho, 
Amor nunca é o caminho,
Da rosa só fica o espinho, 
Da aparência o colarinho.
Espinho que faz sangrar, 
Por na rosa se acreditar, 
Por se prometer esperar, 
Por quem nunca quis amar.

Por: Susana Bastos 
1 de Agosto de 2013

Chegar devagarinho
Querendo amor e carinho
Tudo se permitir
E depois fugir

Não estava a sentir
Apenas a curtir
Habitual nesse mundinho
Onde se circula de mansinho

Sexo sem carinho
É de evitar
E nunca acreditar
Que amor é o caminho

Da rosa só fica o espinho
Da aparência o colarinho
É só para enganar
Quem o amor quer encontrar

Espinho que faz sangrar
Por na rosa acreditar
É espinho de dor

É tudo menos amor

Sem comentários:

Enviar um comentário