(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Amar com Pressa...

Foto: Amar com pressa…

Ninguém que ama com pressa, ama de verdade, vive com sinceridade ou atinge alguma serenidade. 
Amar com pressa em busca de resultados de felicidade, traz desconstrução, impaciência e instabilidade.
Amar com pressa a si ou aos outros num colmatar para saciar o vazio sentido, a insatisfação natural ou o findar de toda a carência, é tudo menos procurar a essência de quem quer de verdade ser feliz.
Ser feliz não é amar com pressa alguém, não é procurar complemento para alimento do ego, é sim, amar de dentro para fora a si mesmo, para depois amar sem pressa o outro, que apenas o vai completar devagar, a cada dia que se constrói o amor.
Amar sem pressa é seguir o caminho do coração, viver a vida com paixão, ensinar e aprender partilhando o que de melhor à em si, absorvendo o que de melhor à no outro.
Amar sem pressa é ser paciente, especialmente tolerante com os defeitos, o tempo e o espaço de si mesmo e do outro. 
Amar sem presa é saber esperar a hora certa de cada coisa e não querer cada coisa na hora pretendida, para que a pessoa se possa sentir realizada e não arrependida.
É entender, que no amor só o Universo comanda, que para tudo há um propósito, um tempo de acontecer. Que não é só por o Ser sentir e querer, que tudo acontece sem o Ser sofrer ou que tudo no amor é só prazer.
Amar sem pressa é um deixar fluir da natureza, é ver nas coisas a sua beleza, sem recorrer à vitimização ou á fraqueza. É encarar os desafios, contornar os obstáculos, sempre positivo, sem pressa.
Amar com pressa não faz sentido quando o amor é para ser vivido com intensidade, numa relação de verdade em busca da estabilidade.
Amar com pressa é dar o amor como um dado adquirido.
E por tudo isso.
Amar com pressa é proibido…

Susana Bastos 
5 de Junho de 2014
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Amar com pressa…

Ninguém que ama com pressa, ama de verdade, vive com sinceridade ou atinge alguma serenidade. 
Amar com pressa em busca de resultados de felicidade, traz desconstrução, impaciência e instabilidade.
Amar com pressa a si ou aos outros num colmatar para saciar o vazio sentido, a insatisfação natural ou o findar de toda a carência, é tudo menos procurar a essência de quem quer de verdade ser feliz.
Ser feliz não é amar com pressa alguém, não é procurar complemento para alimento do ego, é sim, amar de dentro para fora a si mesmo, para depois amar sem pressa o outro, que apenas o vai completar devagar, a cada dia que se constrói o amor.
Amar sem pressa é seguir o caminho do coração, viver a vida com paixão, ensinar e aprender partilhando o que de melhor à em si, absorvendo o que de melhor à no outro.
Amar sem pressa é ser paciente, especialmente tolerante com os defeitos, o tempo e o espaço de si mesmo e do outro.
Amar sem presa é saber esperar a hora certa de cada coisa e não querer cada coisa na hora pretendida, para que a pessoa se possa sentir realizada e não arrependida.
É entender, que no amor só o Universo comanda, que para tudo há um propósito, um tempo de acontecer. Que não é só por o Ser sentir e querer, que tudo acontece sem o Ser sofrer ou que tudo no amor é só prazer.
Amar sem pressa é um deixar fluir da natureza, é ver nas coisas a sua beleza, sem recorrer à vitimização ou á fraqueza. É encarar os desafios, contornar os obstáculos, sempre positivo, sem pressa.
Amar com pressa não faz sentido quando o amor é para ser vivido com intensidade, numa relação de verdade em busca da estabilidade.
Amar com pressa é dar o amor como um dado adquirido.
E por tudo isso.
Amar com pressa é proibido…

Susana Bastos
5 de Junho de 2014
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sem comentários:

Enviar um comentário