(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Show-Off...


Foto: Há gente que escreve em vão, 
Sobre amor e paixão.
Tenho pena, fico triste, 
Com tamanha frustração.
Gente que gosta de viver enganada, 
Que adora viver de fachada, 
Que sabe que é mal-amada, 
E vive ressabiada.
Fico incrédula com tanta má formação,
Gente que recorre à traição, 
Para satisfazer a frustração, 
De não ser feliz na relação.
E depois pensa que o outro pode julgar, 
Que o pode condenar e até o acusar, 
Tudo porque não o soube amar, 
Apenas trair e subjugar.
Gente que quer obrigar um coração, 
A sentir uma paixão, 
Que já se perdeu de antemão, 
E por isso só vive por obrigação.
Há que deixá-la pensar que é feliz, 
Acreditar no que diz, 
Mesmo sabendo que é infeliz, 
E de carácter cariz.
O tempo é soberano, 
Mesmo para quem vive no engano,
Mas o Universo é certeiro, 
E no final ganha o amor verdadeiro.

Por: Susana Bastos 
22 de Novembro de 2013


Há gente que escreve em vão 
Sobre amor e paixão
Tenho pena, fico triste
Por tamanha frustração

Gente que gosta de viver enganada 
Que adora viver de fachada 
Gente que é mal-amada 
Que vive ressabiada

Fico incrédula com tanta má formação
Gente que recorre à traição 
Para satisfazer a frustração 
De não ser feliz na relação

Pensa que o outro pode julgar 
Que o pode condenar e acusar 
Tudo porque não o soube amar 
Apenas trair e subjugar

Gente que quer obrigar um coração 
A sentir uma paixão 
Que já se perdeu de antemão 
Por isso só vive por obrigação

Há que deixá-la pensar que é feliz 
Acreditar no que diz 
Mesmo sabendo que é infeliz 
E de carácter cariz

O tempo é soberano 
Mesmo para quem vive no engano
O Universo é certeiro 

No final ganha o amor verdadeiro

Sem comentários:

Enviar um comentário