(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

O Ideal ... HH



Foto: Espelho Meu
O ideal de vida deve ser um misto entre inquietude e calma.
A sensação agradável transmitida pelas recordações só é possível porque a memória visual está interligada com as memórias auditiva e olfactiva.
 Permite-nos assim reviver acções, emoções e paixões. 
Os odores transmitem recordações das experiências vividas intensamente, enquanto o tempo determina quanto tempo tudo leva a se compor.
Tudo acontece no tempo certo.  
Mesmo num total silêncio, e apesar de qualquer distância, a busca do equilíbrio pela falta da componente física, torna-se um enorme desafio para a componente emocional crescer.
Uma entoação melódica ajuda a aperfeiçoar, as capacidades de amar.
A música tantas vezes partilhada, o aroma da pessoa amada, entre muitas e muitas outras coisas continuadas fazem da memória um sítio criativo e activo, para aumentar uma paixão que existe no coração.
Nem tudo, o vento levou, muita coisa ficou. Ficou tudo o que nos marcou à espera de alcançar, o momento certo para ficar.
As flores eram muito, mas muito mais bonitas se pudessem voar.  
Jantámos juntos, divertimos juntos e juntos, descobrimos o amor.
Com este grande sentimento, confiança e muito acreditar, vamos sempre nos amar e com este amor vamos erguendo o ninho que há-de abrigar o que é melhor em nós e melhor para nós.
O sol é o sol, e sempre brilhará.
Depois é deitar o relógio fora, viver ao ritmo da luz, sem outra obrigação, que a de viver esta paixão. E apenas respirar para juntos podermos amar.
Jurámos que nunca havíamos de morrer, a não ser quando a morte nos separar.
E isto é até ao fim do fim viver para amar.

Por: Susana Bastos 
15 de Novembro de 2013



O ideal de vida deve ser um misto entre inquietude e calma.

A sensação agradável transmitida pelas recordações só é possível porque a memória visual está interligada com as memórias auditiva e olfactiva.
Permite-nos assim reviver acções, emoções e paixões.
Os odores transmitem recordações das experiências vividas intensamente, enquanto o tempo determina quanto tempo tudo leva a se compor.
Tudo acontece no tempo certo.
Mesmo num total silêncio e apesar de qualquer distância, a busca do equilíbrio pela falta da componente física, torna-se um enorme desafio para a componente emocional crescer.
Uma entoação melódica ajuda a aperfeiçoar, as capacidades de amar.
A música tantas vezes partilhada, o aroma da pessoa amada, entre muitas e muitas outras coisas continuadas fazem da memória um sítio criativo e activo, para aumentar uma paixão que existe no coração.
Nem tudo, o vento levou, muita coisa ficou. Ficou tudo o que nos marcou à espera de alcançar, o momento certo para ficar.
As flores eram muito, mas muito mais bonitas se pudessem voar.
Jantámos juntos, divertimos juntos e juntos descobrimos o amor.
Com este grande sentimento, confiança e muito acreditar, vamos sempre nos amar.
Com este amor vamos erguendo o ninho que há-de abrigar o que é melhor em nós e melhor para nós.
O sol é o sol, e sempre brilhará.
Depois é deitar o relógio fora, viver ao ritmo da luz, sem outra obrigação, que a de viver esta paixão. Apenas respirar para juntos podermos amar.
Jurámos que nunca havíamos de morrer, a não ser quando a morte nos separar.

Até ao fim do fim vamos viver para amar.

Sem comentários:

Enviar um comentário