(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Quero Ser...



Vamos cuidar do nosso amor como se cuida de um jardim, pois é preciso saber regar na medida certa. Se não regarmos morre e se regarmos demais apodrece. Fazer isto não é para quem quer é para quem sabe, porque amar é uma arte e nem todos sabem como ser artistas. Mas nós sabemos e é o que queremos.
Não é qualquer adversidade que vai algum dia fazer-me desistir de ti, de nós.
Eu estou aqui para ti e serei a tua bússola de orientação quando te faltar o norte. Vou indicar-te sempre o caminho e não somente os teus erros, porque errar é comum dos seres imperfeitos e tanto tu como eu não somos perfeitos, logo quem sou eu para te julgar seja do que for, se também eu tenho os meus erros.
Espero ajudar-te a melhorar as tuas atitudes menos correctas e que me ajudes a melhorar as minhas, porque o diálogo é algo fundamental para não entrarmos nunca numa relação fatal.
Acima de tudo somos amigos e a amizade é solidez, é o que nunca nos fará perder a sensatez.
É por isso que nos entendemos, que nos percebemos e nos amamos tanto.
É por isso que nos completamos e tão bem encaixamos.
Só assim é possível no silêncio de um pensamento ou até mesmo de um olhar, dizermos tanto um ao outro, sem precisarmos de nos tocar, sem ser preciso um com o outro falar.
É por isso que choro de saudades, que preciso de um abraço, que desejo um beijo teu, sempre que não estás comigo.
Quero ser sempre a tua paz, o teu amor, a tua vida…
In ”Alma Gémea”
Susana Bastos
(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sem comentários:

Enviar um comentário