(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Há momentos...




Há momentos que não se explicam
Técnicas que apenas se aplicam
Que em nada se complicam

Apenas nos dignificam
Há pessoas brutais 
Definitivamente fenomenais 
Que em silêncio são as tais 
Que nos fazem sentir reais
Só quem passa pela situação 
Quem sente e vive essa emoção 
Compreende sem explicação 
O que é receber amor com paixão

Há momentos que não se explicam
Que apenas nos ficam 
A todos os que praticam 
E que com eles se purificam
Momentos repletos de sentido 
Em que não podemos estar fingindo 
Pois nosso coração está sentindo 
Todo o carinho ali retido
Seja o momento de que ordem for
De cozinha para compor 
De lazer para nos expor 
De terapia para aliviar a dor 
Ou simplesmente uma noite de amor

Sem comentários:

Enviar um comentário