(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Todos os dias me pinto de cor



Todos os dias me pinto de cor

Me encho de amor 
Vejo a vida a sorrir 
Quando a vontade é fugir

Todos os dias me pinto de cor 
Mesmo quando tudo é cinzento 
É no meu interior
Que encontro alento

Todos os dias me pinto de cor 
E a cada alvor 
Renasço de dentro de mim 
Com uma força sem fim

Todos os dias me pinto de cor
Neste mundo assustador 
Onde a força interior 
Só se consegue com amor

(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

Sem comentários:

Enviar um comentário