(Todos os direitos reservados ao abrigo do código de autor)

terça-feira, 16 de abril de 2013

Príncipe Eterno




Há relações que navegam no tempo
Ficam para sempre 
Existiram desde sempre 
Fazem parte da vida e do contratempo

Não faz delas menos importantes 
Mais ou menos errantes 
Torna-as bastante interessantes 
Quase sempre ofegantes

Resistem ao tempo e à distância 
Pois terão sempre aquela importância 
Onde não existe qualquer arrogância 
Nem feridas que precisem de ambulância

São apenas relações 
Grandes amizades ou paixões 
Que guardamos nos nossos corações 
Como sendo as maiores recordações

É como ter toda a vida um príncipe eterno 
Um amigo fraterno 
Alguém que vem do antigo e se mantém no moderno 
E que tem tudo de muito sincero

Por: Susana Bastos 

15 de Abril de 2013

Sem comentários:

Enviar um comentário